"Eu lembrava vividamente a cor preta dos seus olhos da última vez que ele olhou pra mim - a cor foi marcante no contexto da sua pele pálida e de seus cabelos ruivos. Hoje, seus olhos tinham uma cor completamente diferente: um ocre estranho, mais escuros do que manteiga, mas com o mesmo tom dourado..." (Bella Swan, Crepúsculo)

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Bella


 Eu podia pensar em um lugar que podia ser real. Um lugar que sempre pertenceu a ele e a mais ninguém. Um lugar mágico, cheio de luz. A linda clareira onde eu o havia visto apenas uma vez na vida, faiscando com o brilho do sol e o brilho da sua pele.
Essa ideia tinha um grande potencial para a contra partida - isso podia ser perigosamente doloroso.
O meu peito tinha um vazio só de pensar nisso. Era difícil de me segurar inteira, pra não me denunciar. Mas certamente, de todos os lugares, era lá que eu podia ouvir a voz dele...





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se você é apaixonada por CREPÚSCULO, deixe seu comentário!